2006/01/25

REFLECTIR

Reflectir, do Lat. reflectere, voltar para trás. v. tr., fazer retroceder, desviando da primeira direcção; reproduzir; espelhar; retratar; revelar; repercutir. V. int., pensar maduramente; ter influência; produzir efeito; ponderar; observar; objectar. V. refl., incidir; recair; repercutir-se; transmitir-se.

Anoiteci com uma dor de cabeça a latejar-me as fontes de forma doentia. Talvez tenha acontecido por ter pensado tanto, reflectido, analisado e ponderado. Ou talvez por nada destas coisas, simplesmente porque me tinha que doer a cabeça, nada mais (apetece-me contrariar a ordem dos factores e dizer que nem todas as causas têm consequências ou o inverso).

Sempre que venho a caminho de casa formulo frases imensas, riquíssimas de conteúdo para dizer, escrever, partilhar ou, simplesmente, silenciar (o que mais frequentemente tem sucedido, porque tudo se eclipsa ao estacionar o carro). É como se existisse um desfasamento entre o meu cérebro e a minha boca ou as minhas mãos. Queria apenas descobrir a forma mais eficiente de desligar o cérebro, mas ainda não descobri a palavra mágica que encerra as portas deste poço sem-fim de imagens tresloucadas.

Outras vezes, penso muito seriamente se não estarei a ficar meia louca (ou totalmente), porque me sinto a dar voltas sem saída. Desembarco sempre no mesmo beco escuro e o que vejo na parede é a minha sombra monstruosamente projectada.

O Janeiro é um mês difícil. Sempre foi. O Dezembro também não é simpático. São dois meses tensos sempre que me lembro de ser quem sou. Este final de mês, então, é uma perpétua pena que tenho que cumprir sazonalmente. Tudo o que é menos bom acontece em Janeiro. É uma estatística muito minha, mas que é infalível. Janeiro é um mês para adormecer a 1 e acordar, somente a 31. É sempre um mês de grandes balanços. Este de 2006 parece não querer fugir à regra e, à flor da pele, sinto todas as emoções que não consigo controlar.

Haveria muito mais para dizer, não fosse a dor de cabeça a insistir em marcar presença e o facto de, mais uma vez, as palavras estarem a fugir e ser difícil alinhavá-las por aqui...

7 Comentários:

Blogger d. disse...

A melhor maneira de 'desligar o cerebro' é praticares meditação!

As melhoras para as dores de cabeça!

Quanto ao dezembro e janeiro... Acredito que se estiveres tentada a achar que não vão ser grande coisa baseada em experiencias passadas, acabarão efectivamente por não o ser! nestas coisas acho que a estatistica e extrapolação não funcionam muito bem! ;)

26/1/06 09:14  
Anonymous Chocolover disse...

Olá miúda!

Voltaste!

Gosto de te ler! (ainda que com dores de cabeça ...)

Um dia destes, um cafézinho? ...

26/1/06 12:45  
Blogger Label This! disse...

Dreia: Já tentei a meditação mas nunca surtiu grande efeito...

As dores de cabeça baixaram de ritmo (graças aos medicamentos).

Efectivamente, mais do que uma estatística é a pura realidade de que o Janeiro é um mês denso... o dia de hoje foi um verdadeiro exemplo dessa "tradição"...

26/1/06 20:43  
Blogger Label This! disse...

Choco: voltei, sim, ainda com algumas interferências na linha, mas quem sabe me decida a limpar o pó de vez a esta casa...

Cafézinho? É só dizeres quando! ;)

26/1/06 20:44  
Blogger Peg solo disse...

Já estamos em Março! =)
Será demais perguntar pela LabelFM?

4/3/06 03:20  
Blogger Label This! disse...

Peg: A Label FM... saudosa... :) Pois é, tenho mesmo que equacionar a sua orientação, permanência ou não... antes disso ainda tenho um template inteiro para rever...

Xiiii! Tanto trabalhinho que se afigura!!!

10/3/06 20:42  
Anonymous anatomista disse...

gostei do post! identifico-me com cada uma das coisas que dizes... copiei a tua imagem para o meu blog.. espero q n te importes. se quizeres passa por la... anatomiadopensamento.blogspot.com
xau*

3/1/08 18:24  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial