2005/05/17

A EMISSÃO CONTINUA DENTRO DE MINUTOS...

Entretanto fui ali ao lado deprimir-me com o deficit económico nacional...

Que parte de tudo isto se deve a uma conjuntura económica internacional, não tenho dúvidas, mas agravado por um descontrolo governamental sucessivo... mas como restabelecer as finanças públicas? Proteccionismo económico? Aumento dos impostos? Desinvestimento público? Apertar o cerco às fugas fiscais?

A mim parece-me que o princípio do proteccionismo está fora de causa, porque estamos numa economia global que não nos permite isso... o aumento dos impostos leva a uma quebra de consumo óbvio... o desinvestimento estatal trás consequências nefastas a vários sectores... o controle fiscal apertado ainda me parece o melhor, mas é uma medida a médio e longo prazo, uma medida que nenhum governo quer tomar, porque vai para além dos seus 4 anos de mandato...

O controlo fiscal parte de cada um de nós, cidadãos. Eu cá peço sempre recibos de tudo o que compro, assim quem me vende tem que declarar a mesma. O que mais me irrita é, por exemplo, comprar qualquer coisa, cujo IVA vem sempre incluído e, depois, não me darem o talão!

Existem três modelos económicos que Portugal poderia estudar: Luxemburgo, Canadá e, actualmente, a Irlanda. Casos de sucesso!

E será que ninguém entende que só através de investimento é que existe crescimento económico? O aumento de poder de compra gera uma economia musculada. Ou sou eu que estou a ver o filme ao contrário?!

7 Comentários:

Blogger d. disse...

Infelizmente não procedem a um controlo fiscal apertado porque todos eles fogem ao fisco! É a realidade! Não é preciso muito para encontrar contribuintes com baixas declarações de rendimento e elevado património! :(

17/5/05 13:50  
Blogger mar disse...

não és só tu, não... mas lá está enquanto os altos interessses tiverem a mãozinha nestas coisas... quem se lixa é o mexilhão.

e desculpa esta resposta, mas é preciso uma concentração do caraças para ler e responder ao teu post, com a musica que aqui tens! *wink*

17/5/05 14:01  
Blogger Label This! disse...

Andreia: pois... mas o "eles" é suficientemente lato para incluir 10 milhões de portugueses... Só quem não sabe como é que não foge.

Mas olha que isto com as novas avaliações das casas está a tramar muito boa gente, o que é muito bom, em termos de equidade fiscal! ;)

17/5/05 14:03  
Blogger Label This! disse...

Mar: talvez, talvez... eu cá ainda acredito num sistema de pirâmide, mas isso é outra conversa. ;)

Já apanhaste a música do dia?!

17/5/05 14:04  
Anonymous Anónimo disse...

Poderia enumerar muitos e variados factores, mas fico-me por alguns principais: a despesa pública com os cargos ministeriais (assessores, secretárias, secretários de estado, viaturas, deslocações, estruturas administrativas), os salários abismais auferidos pelos gestores das Empresas Públicas (EP), as viaturas (topo de gama) oficiais das EP (de gestores e cargos superiores), o número de deputados excessivo face aos nossos 10 milhões de habitantes (já para não falar em salários, vamos mencionar as despesas de deslocação e o constante absentismo dos mesmos que se traduz, igualmente, numa perda de receita), o peso da Administração Pública – estou convencida que se a iniciativa privada produz com menor número de funcionários, porque não a pública?!, os diversos Institutos Públicos e Empresas Participadas pelo Estado – que quando precisam de fundos, limitam-se a solicitar uma transferência extraordinária dos cofres de estado para fazer face a despesas e investimento que são, em muitos casos, dúbios - e poderia continuar com mais e piores situações ...

Para diminuir o défice público, não é necessário desinvestir, mas é indispensável controlar a despesa corrente, um simples cálculo de Receitas – Despesas! É quanto basta! Se os sucessivos governos não diminuírem a Despesa Pública, podem aumentar a Receita (através dos impostos, causando consecutivamente o empobrecimento da classe média, basilar da nossa sociedade), mas esta nunca será suficiente, dado existirem anos e anos de Administração ruinosa!!

É preciso coragem política e francamente e abertamente falando, que os tenham no sítio! E mais não digo!...

Chocolover

17/5/05 15:38  
Anonymous Anónimo disse...

Label, desculpa-me mas estes temas incomodam-me!

Chocolover

17/5/05 15:39  
Blogger Label This! disse...

Choco: entendo perfeitamente que isto te perturbe! A mim choca-me que já se fale nos 7% de deficit o que, muito sinceramente, é desastroso! Hoje quase que perdi o apetite enquanto lia o DN... Como é que é possível terem-se esquecido de orçamentar largos milhões de euros?!

Choco a 1ª ministra, já! LOL!

17/5/05 15:48  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial