2005/03/11

DAS RELAÇÕES II

Regressámos ao "nós", por quanto tempo não sei, mas há uma doçura imensa que preecheu e apagou o vazio.

Não há sentido, sabemo-lo, mas sabemos que os nossos sentidos desguam com o sentido perfeito de amantes antigos.

...

Sinto-me bem, mas neste turbilhão sei que magoei alguém e isso incomoda-me profundamente.

Por vezes acho que a minha racionalidade ainda não é suficiente para conseguir cegar perante os "cinzentos" da vida.

...

Sei que lá fora há um mundo, mas é aqui dentro que fico porque me sinto bem.

0 Comentários:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial