2005/02/16

(RE)DESCOBERTAS

Conhecer alguém por um prisma, por uma causa comum... depois o tempo que vai passando e nos vai aproximando... palavras que vão desfilando nas conversas comuns de projectos comuns, outras palavras que se vão aproximando, alheias à realidade e que mostram outros rostos...

Cada vez mais acho que somos sucessivas máscaras, pessoas diferentes, adaptadas a realidades específicas.

Ontem a prova chegou-me através de um telefonema inesperado, um café que se transformou em jantar e longa noite de partilha e desabafos com alguém que só conhecia de um prisma - de causas comuns e alheias, muitas vezes, à essência que nos é inerente.

E depois uma mensagem inesperada e uma longa conversa ao telefone até altas horas da madrugada com outra pessoa que vou (re)descobrindo a cada minuto.

Ao adormecer sentia-me plena de uma sensação chamada "amizade" que há algum tempo não saboreava com tanta intensidade.

Ir aprofundando o conhecimento das pessoas que nos rodeiam é irmos completando um denso e difícil puzzle, com peças que, muitas vezes, se alteram sem que nos apercebamos.

Este meu novo puzzle está a encaixar na perfeição e isso faz-me sentir completa.

2 Comentários:

Blogger o ferpô feio disse...

:)
"É que hoje fiz um amigo, e coisa mais maravilhosa no mundo não há"

a ana do 2º esquerdo

18/2/05 19:18  
Blogger Label This! disse...

Sérgio Godinho :))

19/2/05 00:06  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial