2005/03/24

CRISE...

Tenho dias em que me dá para reflectir sobre algumas coisas… Dias de alguma introspecção silenciosa em que decomponho e disseco pensamentos e/ou sentimentos. Hoje parece ser um dia bom para fazer um pequeno exercício de reflexão.

Conheço duas pessoas que me estão a colocar numa posição muito delicada… ou seja: cada vez mais sinto que me estão a pressionar para que tome um dos partidos. A questão ainda se complica mais quando, no meio de tudo isto, existe um projecto muito interessante que a ser levado avante por uma série de gente empenhada e 5 estrelas…

O problema deles é que se envolveram fisicamente, sendo que um dos elementos é casado. Até aqui a questão é apenas e só deles, adultos e responsáveis pelos seus actos. Soube de tudo porque ambos, individualmente, quiseram contar-me a situação. A primeira coisa que eu disse foi: “Aviso já que não vou tomar partidos de ninguém!”, isto porque as coisas deram para o torto e porque a mulher dele soube de tudo. Conclusão: neste triângulo eu conheço-os a todos, daí ter dito que me iria manter imparcial.

Não sou uma pessoa de fazer juízos rápidos. E, sinceramente, até consigo entender o que gerou este envolvimento, tal como entendo o posterior afastamento e a mágoa densa que se faz sentir. Sobre esta questão mantenho o meu distanciamento, até no que toca à minha opinião muito pessoal sobre tudo isto. Foram muitos e-mails, SMS, telefonemas e conversas com os 2, individualmente, e eu sempre com esta postura de ouvinte, mas sem opinar.

O problema agora é que me sinto entre a espada e a parede… neste grupo de trabalho estão envolvidas estas 3 partes, eu e mais umas 7 ou 8 pessoas… Eu e ele temos a responsabilidade de coordenação técnica do mesmo e sempre nos balizámos por um constante diálogo e por uma postura correcta de análise racional de tudo. Hoje ele disse-me que a quer expulsar do projecto…

Claro que não posso concordar com isso, até porque ela não fez nada que os justificasse… Pedi-lhe (a ele) que analisasse as coisas enquanto coordenador do projecto e não enquanto pessoa individual. Cá para mim esta vai ser uma crise de gerir…

2 Comentários:

Blogger SalsolaKali disse...

Complicado…
Eu teria feito o mesmo que tu.
E tb compreendo que para ele deve ser difícil gerir a presença dela, ou vice-versa. Parece agora que tudo depende da capacidade dele para gerir esses conflitos e pesar os dois planos.
Bom, não é, mesmo nada, uma situação agradável. Boa sorte.
BJ
SK

24/3/05 17:12  
Blogger Label This! disse...

E parece que a bomba explodiu mesmo... haja paciência!

28/3/05 09:12  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial